quarta-feira, 24 de agosto de 2011

FAMÍLIA PROJETO DE DEUS


Pr Alex R. Carneiro
SE A FAMILIA É UM PROJETO DE DEUS. SE A FAMILIA E TÃO IMPORTANTE PARA NÓS E PARA A SOCIEDADE (ESTADO). PORQUE TEMOS TANTOS PROBLEMAS FAMILIARES E PORQUE TANTAS FAMILIAS ESTÃO DISTRUÍDAS, SEPARADAS OU TEM POUCA QUALIDADE EM SEUS RELACIONAMENTOS ?
CREIO QUE A RESPOSTA PARA ISTO ESTÁ NA VISÃO HUMANA.
O
PRINCIPAL PROBLEMA DO HOMEM É OLHAR PARA A
FAMÍLIA COMO UM PROJETO SIMPLESMENTE PESSOAL.
MAS FAMÍLIA É MUITO MAIS QUE ISSO, É UM PROJETO DE DEUS.
para aplicarmos em nossos relacionamentos familiares.
Para
Deus a FAMILIA É: UM INSTRUMENTO DE SUA GRAÇA E GLORIA; e
UM MEIO DE ABENÇOAR SEUS FILHOS E A SOCIEDADE
- O lar representa um potencial ilimitado para glória de Deus.
- A família é um centro da providência e cuidado de Deus.
- Na vida familiar devemos exercitar nossa submissão a vontade de Deus e
provar a sua benção.
Todos estes aspectos se experimentam na vida pessoal e relacional da família,
por isso ela é um projeto de Deus.
Ao dizermos que A Família É Um Projeto significa que é Deus tem um plano para ela. Que ela é um empreendimento de Deus, isto é, uma proposta de concretização de
um propósito ou meta dentro de determinadas condições e princípios específicos. Num projeto temos um programa e ações que devemos seguir.
A Bíblia nos aponta alguns desses planos e ações, como por exemplo:
- Na família os pais devem difundir os princípios divinos Dt 6 1a 6.
- O casamento é o núcleo familiar. A família surge por ele, se desenvolve por sua saúde (eficiência) e é bênção pela reprodução de seu modelo - Gn 1.26, 27; Ef 5.25-30 e 6. 1a3).
Há vários exemplos disto no VT – Josué foi um patriarca que conduziu sua família no serviço ao Senhor; Ana adorou a Deus por seu filho Samuel, e o dedicou ao Senhor. O Rei Josias tomou como modelo de rei seu bisavó Davi e abençoou seu povo, sendo o maior rei que Israel já teve (2 Rr 22 a 24).
O VT demonstra a bênção da família, e Deus usa dela como meio de difusão de sua graça através de Abraão (Gn 12.1 a 3).
Os Evangelhos (Mt 19.35 etc) e as Cartas do NT mostram o valor da
família, nos exortando a várias atitudes e nos dando vários mandamentos conjugais e familiares.
- Por sua importância, a família foi atacada por Satanás no Éden, e continua a ser atacada em nossos dias. Pois o Diabo sabe que por uma família que serve ao Senhor, Deus é glorificado e o caráter e princípios de Deus são difundidos na sociedade. Deu mostrou a importância da família usando uma como meio de habitação entre nós.
Dentro dessas perspectivas bíblicas o Salmo 127 e 128 nos ensinam muito sobre a família.
Os salmos 127 e 128 fazem parte do grupo de salmos chamados de Salmos de
Romagem ou dos Degraus (Sl 120 a 134). Estes salmos receberam este nome porque eram recitados ou cantados quando da peregrinação para Jerusalém ou quando da subida dos 15 degraus do templo, recitando-se um em cada degrau..
Mas estes salmos não eram apenas para recitação mas também eram uma mensagem ou exortação de Deus para seu povo. Uma mensagem para o povo de Israelatentar quando fossem recomeçar ou reestruturar suas vidas e famílias após a escravidão na Babilônia. E por isso servem para a condução de nossas vidas familiares no presente, quando estamos diante de tantas pressões e precisamos estruturar, desenvolver, reestruturar, e as vezes até reconstruir nossa famílias.

Por esta função de exortação, de ensino os SALMOS 127 e 128 são também classificados como SALMOS DE SABEDORIA, pois nos convidam ou exortam a REFLEXÃO. E para nossa reflexão sobre a família como projeto de Deus, gostaria que pensássemos nas seguintes questões ou perguntas:
- Como podemos tornar real ou prático este projeto de Deus?
- Como a família
pode ser uma bênção para nós e para a sociedade?
- Como a família pode ser um instrumento da graça e glória de Deus?
Façamos nossa PRIMEIRA REFLEXÃO de - Como podemos efetivar ou tornar real este projeto de Deus? Como executa-lo adequadamente?

Podemos executar de modo bíblico este empreendimento de Deus VIVENDO NOSSA VIDA FAMILIAR TOTALMENTE NA DEPENDÊNCIA DE DEUS.
Pois a ação e esforço humana sem Deus é inútil. Mas a submissão a Deus produz desenvolvimento, segurança e sustento familiar e social – v.1 e 2.
O salmo 127 deixa claro que Deus se interessa em cuidar e abençoar a família. Mas para isso precisamos nos submeter a sua ação e vontade..
Muitas vezes fazemos nossos planos para o casamento e a família. Criamos nossas expectativas mas não consultamos, ou não ouvimos a Deus, ou então, pedimos Sua a bênção mas não o incluímos em nossas ações.
As vezes queremos edificar nosso lar mas construímos nossos próprios princípios. Adotamos modelos do mundo, ou modelos trazidos da tradição familiar – meu pais, meus avós viveram assim.
Outras vezes planejamos formar uma família e acreditamos que a obrigação de mantê-la só depende de nós. E temos que nos esforçar como pudermos para dar o melhor, em geral, numa visão material. E, então, ou mergulhamos em nossa auto-confiança ou na insegurança de ter que oferecer mais do que podemos ou conseguimos. Esquecemos que este é um projeto de Deus, para sua glória e portanto não depende só de nós.
Se foi Deus que permitiu o exílio. Se foi Deus que libertou o povo e o trouxe de volta. Era necessário entender que Ele também iria conduzir tudo.
É isso que precisamos aprender. Tudo está debaixo do governo de
Deus. A família é um projeto dele, portanto depende Dele, nos somos apenas os condutores e executores deste projeto.

Neste empreendimento, há algo que precisamos aprender com nossa dependência e submissão. Deus quer usar a famílias para o desenvolvimento, segurança e sustento de nosso de nossas vidas e de nossos filhos.
A família dependente de Deus, Ele está dizendo que não estamos sozinhos, mas precisamos nos submeter ao Senhor deste projeto de bênção e glória. Daí as expressões:
“Se o Senhor não edificar” em vão é nosso trabalho, “se o Senhor não guardar” não há segurança, “Se o Senhor não nos conceder” inútil é nosso esforço em busca de sustento e frutos.

Mas temos, ainda, UMA SEGUNDA REFLEXÃO de - Como ´nossa família pode ser uma bênção para nós e para a sociedade?
-
PELA NOSSA REVERÊNCIA e OBEDIÊNCIA A DEUS.
Se a família é um projeto de Deus para torná-lo real, para efetivá-lo não só devemos viver na dependência de Deus, mas também devemos adora-lo e respeita-lo como Senhor todo poderoso e devemos obedecer todos seus princípios.
Devemos acreditar que ele protege nosso lar. Que ele cuida e sustenta nossa
família. Mas devemos também “TEMER AO SENHOR E ANDAR NOS SEUS CAMINHOS”.
ESTE É O PLANO DE DEUS PARA NÓS E NOSSA FAMÍLIA, UMA VIDA DEBAIXO DA SUA GRAÇA PROVIDENTE E UMA VIDA DE ADORAÇÃO E SANTIDADE. E isto que significa para nós viver em dependência e temor, andando no caminho de Deus.
E isto é muito mais que pura teologia e vida cristão prática. Isto é vida pessoal e familiar abundante e bíblica. Este é o projeto de Deus para nós.
Por isso viver em e para a família depende de submissão e obediência a Deus. Masjamais faremos isto se não tivermos o devido respeito e reverência a Deus. Por isso o Salmo 128 declara de modo direto “Bem aventurado o homem que teme ao Senhor”, e desta forma completa a idéia do Salmo 127, pois desenvolvimento, segurança e sustento familiar é a bem aventurança de quem tem uma família dentro dos princípios de dependência, reverência e obediência a Deus.
O Salmo 128.1 nos exorta para o segredo do sucesso deste empreendimento que é a família – Temer (adorar, com respeito e reverência a Deus) e Andar nos caminhos do Senhor (se submeter a sua direção e obedecer sues mandamentos).
Daí o resultado dos versos 2 a 5 do Salmo 128 e verso 3 a 5 do Salmo 127.
É o que o Salmo nos quer dizer com “Bem aventurado o homem que teme ao Senhor e anda nos seu caminho”, e o Salmo 127 com dependência e submissão. E por isso:
- Falam de sustento – do trabalho de tuas mãos comerás;
- Falam de desenvolvimento familiar – sua mulher e filhos serão bênção.
Serão frutíferos, produtivos e de grande
valor como os frutos da oliveira.
- Falam de Segurança – pois não estará só nas dificuldades mas terá o
Apoio de sues filhos.
- Falam de benção na igreja e na sociedade – pois seremos benção em
Sião e veremos a prosperidade de Jerusalém.
E assim, finalmente podemos responder a pergunta - Como a família pode
ser uma bênção para nós e para a sociedade?

Através de nosso plena reverência e total submissão a vontade a Deus. A resposta é simples a consciência e prática é que são complexa. Dependem de todo nosso esforço e dedicação na execução das diretrizes deste projeto de Deus – a família.
Podemos por em prática isto quando entendermos que antes de ser nosso projeto a família é um projeto de Deus. E por isso devemos ao Senhor nosso Deus, em nossa vida familiar, todo respeito, obediência e submissão.
Precisamos entender que respeitar a Deus e obedecê-lo como bons MARIDOS E PAIS::
- É “amar nossa esposa como nossa própria carne “;
- É “não provocar nossos filhos a ira e criá-los na admoestação (orientação) do
Senhor”;
- É “administrar bem a nossa casa”, nos dedicando a sermos homens de “uma só mulher”, e
- de cumprirmos o grande projeto de sermos a “imagem e semelhança de Deus”, santificados e, portanto, um modelo para nossos filhos- sendo assim, capazes de lançar nossas flexas no alvo, como faz um verdadeiro guerreiro.

Que podemos ter boas ESPOSAS que reverenciam e se submetem a Deus:
- quando “que auxiliam seus maridos, respeitando-os”
- quando alegram e dão força a seu lar como videiras,
- quando fortalecem os lares aconselhando as mais jovens;
- Quando bem do seu lar.
Podemos ver a benção de Deus quando por respeito e obediência maridos e esposas santas santificam seus cônjuges e seu lar, com suas boas condutas;
.
Poderemos ser filhos que se submetem a Deus e o respeitam
- quando somos filhos que honram seus pais;
- filhos que apóiam os pais quando as questões, lutas e dificuldades da vida baterem à porta de seus pais.
- quando somo Filhos que seguem os passos de seus pais e/ou avós que serviram ao senhor temendo, se submetendo e obedecendo a Deus
CONCLUSÃO
Quando tudo isso for entendido e executado por nós poderemos responder a
terceira questão de - COMO A FAMÍLIA PODE SER UM INSTRUMENTO DA GRAÇA E GLÓRIA DE DEUS?
Sendo uma família de maridos, esposas, pais e filhos que vivem na dependência de Deus, adorando e reverenciando com suas vidas de profunda obediência.
E creio que este é o projeto de Deus, pois para isto ele chamou Abraão, para através dele e sua família (descendência) “serem benditas todas as famílias da terra”, e como filhos de Deus, como filhos da promessa este é o projeto de Deus para nós e para nossa família.
Pr Alex R. Carneiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário